AS DEZ CAPAS DE DISCO MAIS SENSUAIS DE TODOS OS TEMPOS

Em uma pesquisa minuciosa, selecionamos entre mais de 15 mil álbuns as capas mais quentes dos últimos 50 anos

Por Piti Vieira

 

 

Existe amor em SP

Lançado no final de abril, Nó na orelha, primeiro disco do rapper e compositor paulistano Criolo deve dar vários outros nós – principalmente nos ouvidos de quem acha que tudo que vem do universo da periferia é hip-hop porrada sobre as agruras do mundo cão. Criolo, 35 anos, batizado Kleber Gomes, oferece canções de diversos estilos, passeando entre o samba, o soul, o reggae e, claro, o rap. Seja qual for o estilo, o compositor nascido na extrema zona sul paulistana capricha em letras com lirismo escancarado, sem medo de desfilar sua poesia urbana, como no hit Não existe amor em SP.

Ele, que liberou o disco para ser baixado de graça na sua página no Facebook, afirmou à Status que não vê essa novidade toda no seu trabalho. “Tive sorte de aproveitar uma oportunidade, mas tem muitos artistas mais talentosos que eu por aí.” Perguntado sobre o porquê de sua músicas não tratarem as mulheres como objeto, ao contrário de muitos da cena hip-hop, ele disparou: “O rap nacional sempre respeitou a mulher. O machismo existe na sociedade, o rap não é mais machista do que outros tipos de música.”

 

Para ver e ouvir – Cinco documentários sobre bandas

1 • Libertines – There are no innocent bystanders aborda a tumultuada trajetória da banda britânica Libertines, de Pete Doherty e Carl Barât. A produção ficou por conta do fotógrafo Roger Sargent.

2 • Foo Fighters back and forth conta, em uma hora e 40 minutos de filme, a história dos 16 anos da banda. Dirigido por James Moll, premiado com um Oscar pelo documentário The last days (1998).

3 • Scenes from the suburbs do Arcade Fire, é dirigido por Spike Jonze (Onde vivem os monstros) e trata de questões como isolamento suburbano, juventude sem rumo e um misterioso conflito militar.

4 • Pouco antes do lançamento do seu último álbum Hot sauce committee pt. 2, os Beastie Boys colocaram em seu canal do YouTube o curta-metragem Fight for your right revisited, com a participação de muitos astros.

5 • Ainda em fase de gravação, o documentário Dominguinhos volta e meia irá contar a história do sanfoneiro e compositor entrecortada por alguns encontros musicais com artistas como Lenine, Gilberto Gil e João Donato.

 

Palinha

O cantor e compositor carioca de samba Diogo Nogueira revela algumas curiosidades sobre suas preferências musicais

Música favorita do ano passado
Ilha de maré, de Walmir Lima e Lupa.
Minha colaboração dos sonhos
Conseguir mudar o mundo. Contribuir para acabar com a fome, a pobreza…
Equipamento musical ou instrumento favorito
Violão de sete cordas. Disco preferido que comprei A caixa de cinco CDs da Beth Carvalho: Primeiras andanças – Os 10 primeiros anos. Coisa mais estranha que já recebi de uma fã Uma calcinha.

 

AGENDA

Os show imperdíveis de julho

Ed Kowalczyk
Líder e voz da famosa banda de rock alternativo dos anos 90 LIVE, se apresenta no dia 10 de julho, às 22h, no Vivo Rio, no Rio de Janeiro.

Suba
Responsável pela sonoridade de álbuns antológicos de Bebel Gilberto, Marina Lima, Edgard Scandurra e outros tantos artistas brasileiros, o produtor Suba (1961-1999) ganha novamente um palco em sua homenagem no Exit Festival, na Sérvia, o Suba Stage – com line up ainda não definido. O festival, que faz parte da agenda de verão daquela região desde 2000, acontece neste ano entre os dias 7 e 10 de julho.

Boby McFerrin
O cantor americano da clássica música Don’t worry be happy faz show em São Paulo no dia 28 de julho, no Via Funchal.