OS FILMES MAIS ODIADOS DA HISTÓRIA

A revista inglesa especializada em cinema Total Films decidiu eleger os dez filmes mais odiados da história do cinema

 

Por Tom Cardoso

 

 Entre obviedades – Crepúsculo, Titanic – e surpresa: o que o bom Forrest Gump, de Robert Zemeckis, faz ali? Falamos com os principais críticos brasileiros para saber quais filmes eles mais odeiam. Confira abaixo:

•Luiz Zanin (O estado de S. Paulo)


Fome animal, de Peter Jackson (1992)
“Só não digo que é o pior filme do mundo porque ainda não consegui ver todos”

Transformers (qualquer um da série)
“Porque nem cinema é. É apenas um joguinho”

A Lista de Schindler, de Steven Spielberg (1993)
“O Spielberg decide ser autor…”

Antônio Carlos Miguel (O Globo)


Titanic, de James Cameron (1997)
“Overdose de sentimentalismo”

Rio, de Carlos Saldanha (2011)
“Propaganda enganosa”

Ó Paí, Ó, de Monique Gardenberg (2007):
“O que é aquilo, uma comédia ou um drama social?

Rubens Ewald Filho


O Artista, (2011) de Michael Hazanavicius
“Engana o espectador. Não tem nada a ver com o verdadeiro cinema mudo”.

W.E, o romance do século (2012), de Madonna.
“A Madonna não tem noção de dramaturgia”

Piranha 3D, (2010), de Alexandre Aja
“O filme tem a pior cena da história, mostra a piranha comendo o pau de um cara”

 

Scarlett Johansson no chuveiro


Se fosse meio século mais jovem, talvez Scarlett Johansson se tornasse uma das loiras preferidas de Alfred Hitchcock. As chances seriam boas: o velho Hitch entendia do riscado. E ficaria feliz em saber que a atriz de Encontros e desencontros interpretará Janet Leigh em Making of Psycho, produção sobre os bastidores do clássico Psicoce (1960). Scarlett, nua, levando facadas no chuveiro? Quem viver verá.

 

Titanic italiano


O naufrágio do cruzeiro Costa Concórdia, em janeiro deste ano, vai virar filme. E não será um melodrama no estilo Titanic. Os produtores estão à procura de um bom comediante para viver Francesco Schettino, o atrapalhado – e acovardado – comandante.

 

DVD
A pele que habito


Antonio Banderas é o bem-sucedido cirurgião plástico Richard Legrand, que tem sua vida destruída após trágica morte de sua mulher em um acidente. Para piorar, sua filha é abusada em uma festa de casamento. Tudo pronto para um belo dramalhão? Não, Pedro Almodóvar jamais se rendeu à pieguice.