OS DJS MAIS RICOS DO MUNDO

O site americano www.celebritynetworth.com, que costuma publicar a fortuna estimada de atletas, políticos, rappers, atores etc., divulgou recentemente uma lista com os 30 DJs mais ricos do mundo. Confira quem são os dez mais endinheirados e saiba por que eles valem tanto

 

Por Piti Vieira

 

1. Tiësto

Considerado o melhor DJ do mundo por três vezes seguidas pela imprensa especializada, o holandês, de 43 anos, tem fortuna estimada em US$ 65 milhões.

2. Paul Oakenfold

Aos 48 anos, o inglês, um dos maiores nomes do trance e house do mundo, que abriu os shows da última turnê da Madonna e do U2, possui US$ 55 milhões.

3. Paul Van Dyk

US$ 50 milhões é a fortuna do tranceiro alemão, de 40 anos, considerado o melhor DJ do mundo em 2005 e 2006.

4. John Digweed

Conhecido por promover o house progressivo, o inglês, de 45 anos, tem um patrimônio de US$ 45 milhões.

5. Armin Van Buuren

Em 14 anos de profissão, o holandês, 35 anos, outro rei do trance, escolhido quatro vezes consecutivas como melhor DJ do mundo, acumulou US$ 40 milhões.

6. Sasha

O inglês, de 42 anos, começou a discotecar no final dos anos 80 e tornou-se um mito da house. Tanto que amealhou US$ 40 milhões ao longo da carreira.

7. Judge Jules

Referência mundial para grandes expoentes da cena trance, o inglês, 45 anos, conta com uma fortuna de US$ 40 milhões.

8. Pete Tong

Possuir US$ 30 milhões aos 42 anos não é para qualquer um. Pois essa é a quantia que o inglês ganhou em mais de 20 anos de carreira.

9. Daft Punk

Os franceses Guy-Manuel de Homem-Christo, 38 anos, e Thomas Bangalter, 37, já ganharamUS$ 30 milhões cada um.

10. Moby

Indicado a seis Grammy, o astro nova-iorquino da música eletrônica, 47 anos, tem um patrimônio de US$ 28 milhões.

 

Musa do mês

De patinho feio e desengonçado a musa inspiradora de desejos ousados, Mallu Magalhães tem deixado todo mundo de queixo caído. Aos 19 anos, a cantora está uma gata e em um bom momento da carreira. No mês passado, em um show em Ribeirão Preto, interior paulista, enquanto cantava “Me gustas tu”, de Manu Chao, Mallu resolveu soltar o cabelo. Com a reação positiva da ala masculina da plateia, dançou com sensualidade, passando a mão pelo corpo, e puxou o longo vestido até acima dos joelhos, mostrando as coxas. Uau! Te cuida, Marcelo Camelo.

 

Palinha

A cantora e compositora Tiê, um dos novos talentos da música brasileira, conta sobre suas preferências musicais e outras curiosidades

Música favorita do ano passado: Better than nothing, da Nana Rizinni.
Três músicas antigas favoritas: Ursinho Pimpão, do Edgard Poças, Under the bridge, do Red Hot Chili Peppers, e I hope that I don’t fall in love with you, do Tom Waits.
Artista novo favorito: El guincho.
Último grande show a que assisti: Radiohead.
Equipamento musical ou instrumento favorito: piano.
Disco preferido que comprei: nos últimos meses foi Born to die, da Lana Del Rey.
Melhor cidade para se tocar: Montevidéu, no Uruguai.
Coisa mais estranha que já recebi de um fã: uma lágrima como presente.
Meu toque de celular: grilo.

 

Para ouvir agora

Três discos novos que vale a pena baixar ou comprar o CD

In our heads, Hot Chip

O quinto e melhor álbum do quinteto britânico tem pegada e muita música boa para dançar. Suas 11 canções marcham multicoloridamente pelo electro, pop e funk, arrastando para debaixo do globo espelhado todos que, por sorte, conseguirem ouvi-lo.

Kill for love, Chromatics

A voz sensual e hipnotizante da vocalista Ruth Radelet faz o disco duplo do quarteto de Portland, nos EUA, ser um dos mais belos e delicados registros do ano. As 16 músicas brincam com sintetizadores, guitarras distorcidas e com o clima típico da década de 1980.

Canções de Apartamento, Cícero

Gravadas dentro de seu apartamento, no Rio de Janeiro, as dez canções foram lançadas sem alarde no Facebook e, em poucos meses, já contavam com mais de 100 mil downloads. Diante do sucesso, a gravadora Deck resolveu lançar o CD do álbum.

 

Comemoração de luxo

Em comemoração aos seus dez anos de carreira, a dupla The Kills, de Alison Mosshart e Jamie Hince, marido de Kate Moss, anunciou que vai lançar um livro de fotos. The Kills: dream & drive reúne vários momentos da dupla – escolhidos a dedo entre mais de 20 mil fotografias e 600 rolos de filme – registrados pelo fotógrafo Kenneth Cappello durante uma década de história. Disponível a partir de 16 de agosto na Europa e três semanas depois na América do Norte.

 

AGENDA

Os melhores shows de julho

Nos dias 5, 6, 7, 8, 12, 13, 14 e 15, a cantora Marisa Monte se apresenta no HSBC Brasil, em São Paulo, com a turnê Verdade, Uma Ilusão, do disco O que você quer saber de verdade.

No dia 28, a banda dinamarquesa The Asteroids Galaxy Tour retorna ao País para se apresentar em São Paulo, no Cine Joia.