ORA BOLAS

Não precisa ser craque nas panelas para cozinhar suculentas almôndegas, um dos pratos mais internacionais e aconchegantes que existem

 

Por Bruno Weis

 

Tudo bem, elas não vão ficar iguais às da sua avó. Até porque, se tem uma comida que avó sabe fazer como ninguém são as tradicionais almôndegas de carne, um dos pratos mais aconchegantes do mundo – e também um dos mais internacionais. Suecos, ingleses, holandeses, italianos e espanhóis estão entre os povos que fazem das bolas de carne temperada um item obrigatório de sua culinária cotidiana. “Eu aprendi a receita com minha sogra valenciana e faço exatamente como ela me ensinou”, diz Mario Augusto Ott (foto), chef do La Tasca (www.restaurantelatasca.com.br), restaurante especializado em comida espanhola em São Paulo. Lá, as almôndegas vêm acompanhadas por purê de batata, mas você pode também fazer com arroz ou macarrão. “O macete é fazer um molho com caldo de carne e engrossar com um pouco de maisena diluída em água”, ensina o chef.

 

Passo a passo

Liga certa
Compre meio quilo de carne bovina (patinho é ótima opção) moída e misture com uma cebola, alho e salsinha picados. Acrescente à mistura pimenta-do-reino moída na hora, sal, farinha de rosca e azeite até dar a liga certa na massa (quando a carne forma pelotas firmes).

Bolas médias
Com a mão untada de azeite, enrole as bolas de carne sem exagerar no tamanho (se ficarem muito grandes, podem acabar cruas por dentro). Passe rapidamente cada pelota em farinha de trigo e reserve. Em uma panela funda, aqueça um pouco de azeite e frite as almôndegas em fogo baixo, de ambos os lados. Depois, adicione mais um pouco de cebola picada e mexa.

Engrossar o caldo
Quando as almôndegas estiverem douradas, acrescente uma tacinha de xerez, vinho típico espanhol, e, em seguida, o caldo de carne feito com aqueles tabletes de molho pronto. Deixe ferver até que as almôndegas cozinhem por dentro. Corrija o sal e, se precisar, adicione a maisena diluída para engrossar o caldo. Aí é só servir.

 

O xerez dá o toque final à receita espanhola. Mas vinho branco também funciona