ANATOMIA DE GUITARRISTA

Nossos pais podem achar que guitarrista é tudo igual. Mas nós sabemos que não é bem assim. Compare as diferenças entre dois dos principais estilos: metal e rock tradicional

 

Por Piti Vieira

 

 

A trilha do fim do mundo

21 de dezembro está chegando e, segundo o calendário criado pela civilização maia, este é o dia do juízo final. Não sabemos o que vai acontecer depois, mas, diante de tantas especulações, resolvemos perguntar a alguns artistas qual seria a música ideal para tocar na hora em que o mundo acabar. Confira as respostas.

“2012, do capixaba Silva, não é uma música que fez parte de um momento específico nem marcou nossa vida. Mas a letra dela define muito bem aquilo que nós sentiríamos caso o mundo acabasse hoje ou amanhã. Iríamos apenas viver o momento, sem medo, curtir as últimas horas, apreciar o que nos aguarda e ver no que dá.”
Banda Uó, trio goiano que venceu o prêmio de Webclipe do VMB 2012

“Heroes, do David Bowie, sempre, seja onde ou como for. Ela sempre me faz chorar, dançar, me faz seja lá o que for.”
Laurent Garnier, DJ francês, ícone da música eletrônica

“Para o fim do mundo eu escolheria Wake up, do Arcade Fire, porque é uma música redentora e apocalíptica”
Uyara Torrente, vocalista d’A Banda Mais Bonita da Cidade, do hit Oração, com mais de dez milhões de visualizações no YouTube

“Anarchy in the U.K., do Sex Pistols. Marcou minha vida, então nada melhor do que acabar o mundo com essa sensação de liberdade.”
Marcelo Mancini, vocalista do grupo de pop-rock Strike

 

Os segredos do Pink Floyd

A lendária banda de Roger Waters, Syd Barret, David Gilmour, Richard Wright e Nick Mason ganhou uma nova biografia intitulada Nos bastidores do Pink Floyd (Editora Évora). O autor britânico Mark Blake, que entre várias personalidades já entrevistou Paul McCartney, Kurt Cobain, Bono Vox e Ozzy Osbourne, reúne raras entrevistas, depoimentos e relatos apaixonados de fãs, músicos, produtores e ex-colegas “para preencher lacunas, revelar segredos e criar novas polêmicas”.

 

Musa do mês

Nenhuma mulher manda tanto na música pop, hoje, quanto a cantora Rihanna. Com apenas 24 anos, ela foi considerada a artista mais importante das últimas duas décadas pela revista Billboard, especializada no ramo. Perto de lançar o sétimo álbum (os outros seis álbuns já ultrapassaram a marca de 20 milhões de CDs comercializados) de sua carreira meteórica, a musa de Barbados superou fortes nomes como Britney Spears e Mariah Carey. E, ainda por cima, Rihanna é uma das mulheres mais calientes do planeta.

 

Agenda

• Andrea Bocelli faz apresentação única em São Paulo, no Jockey Club, no dia 13 de dezembro.

• Um dos grandes nomes da nova geração, a premiada cantora, pianista e compositora norte-americana Norah Jones se apresenta em Porto Alegre no dia 12 de dezembro, no Auditório Araújo Vianna; em São Paulo no dia 15 de dezembro, no Via Funchal; e no Rio de Janeiro no dia 16 de dezembro, no Vivo Rio.

 

Palinha

Um dos maiores DJs do Brasil, Anderson Noise já se apresentou em mais de 30 países, lançou 51 singles e EPs e dois DVDs. Conheça mais sobre as preferências musicais do mineiro.

Música favorita deste ano: Hiphouse (Paco Osuna Remix), do Lauhaus & Kabale Und Liebe
Minhas três músicas favoritas: Beat dis, do Bomb the Bass, High tech jazz, do Galaxy to Galaxy e Dangerous drive, do Laurent Garnier
Artista novo favorito: Todd Terje
Minha colaboração dos sonhos: Daft Punk
Último grande show a que assisti: Plastikman (alter ego do DJ Richie Hawtin)
Equipamento musical ou instrumento favorito: traktor scratch
Disco preferido que comprei: Innovator, do Derrick May
Melhor cidade para se tocar: gosto de algumas. Tóquio, Londres, Bangcoc, Xangai, Buenos Aires, Dublin e Barcelona
Coisa mais estranha que já recebeu de um fã: um cobertor para dormir