MELHORES ÁLBUNS DE 2012

Confira quem brilhou no mundo da música dentro e fora do Brasil

 

Por Piti Vieira

 

O Deus Que Devasta Mas Também Cura
Lucas Santtana

O quinto álbum do músico e produtor baiano traz canções que falam sobre São Paulo, Belém e o estado de espiríto nos dias de hoje. Denso, repleto de camadas e recursos como o sample sinfônico.

Caravana Sereia Bloom
Céu

As constantes turnês e a vida na estrada serviram de inspiração para o terceiro disco da cantora Céu, com melodias, harmonias, ritmos, instrumentações e letras encantadoras. Canções bem construídas, belas e consistentes.

Trabalhos Carnívoros,
Gui Amabis

O segundo álbum do cantor e compositor conta com participações especialíssimas de um time formado por nomes de destaque da música brasileira contemporânea, como Criolo, Céu, Tulipa Ruiz e Curumim, entre outros.

Tudo Tanto
Tulipa ruiz

Com novos ritmos e uma batida mais acessível, a cantora contou com a colaboração de artistas como Lulu Santos e Criolo na produção deste seu segundo álbum. Agrada tanto aos novos ouvintes quanto aos já iniciados.

Tropicália Lixo Lógico
Tom Zé

Como “observador de tempos e situações”, em sua própria definição, e como um dos personagens centrais do tropicalismo, o compositor decidiu, no novo álbum, dar sua versão sobre o surgimento do movimento criado nos anos 1960.

Kill For Love
Chromatics

A banda de Portland (EUA) foi muito disputada por produtores de shows em 2012 e tocou seu electro pop até no desfile da Chanel, na Semana de Moda de Paris. Este é, sem dúvida, um álbum para ouvir inúmeras vezes no repeat. Magnífico.

Blunderbuss
Jack White

É possível sentir a total autonomia artística que o ex-líder do White Stripes impôs a um mercado cada vez mais voraz no consumo de hits instantâneos. O disco tem um pouco de country, nostalgia à la Rolling Stones e lindos solos de guitarra.

Channel Orange
Frank Ocean

Digerindo influências como Prince, Marvin Gaye, Pink Floyd e Stevie Wonder, Ocean
criou uma sonoridade própria, um soul moderno, futurista, tão orgânico quanto eletrônico. Um dos discos mais elogiados do ano.

Old Ideas
Leonard Cohen

O 12o álbum de estúdio da carreira do cantor canadense de 77 anos tem um manto de folk music que revigora uma tradição centenária, com eco no universo dos chansonniers franceses.

Lonerism
Tame Impala

Repleto de psicodelia, o segundo disco da banda australiana de um homem só reforça a identidade e transporta o ouvinte para uma década que nem todos tiveram o privilégio de vivenciar: a de 1970.

 

Musa do mês

A segunda filha de Bono, Eve Hewson, puxou ao pai e resolveu seguir a carreira artística. Mas ela não quer ser cantora e fazer parte de uma banda de rock. A irlandesa de 21 anos e lindos olhos azuis acabou de se formar como atriz na Universidade de Nova York. E a moça já começou bem: ela interpreta a adolescente Mary em Aqui é o meu lugar (This Must Be The Place), filme estrelado pelo ator Sean Penn que conta a história de um astro do rock de meia-idade que mora em Dublin (a terra de Bono) e descobre que seu pai, com quem não conversa há mais de 30 anos, está morrendo em Nova York.

 

O vilão é o DJ

Depois de colaborar com a trilha do jogo do filme “Detona Ralph”, o DJ americano que se tornou o símbolo do dubstep (gênero de música eletrônica ) decidiu lançar seu próprio game. Skrillex Quest é um jogo para PC, feito em Flash, que se passa dentro de um cartucho de videogame empoeirado. No enredo do jogo, um fragmento de sujeira entra no cartucho, causando os famosos gliches (defeitos). Para quem espera uma aventura comum, Skrillex Quest parece um pouco confuso, mas essa é a proposta. Enquanto você joga, diversos gliches acontecem e eles representam o mundo do cartucho se deteriorando. Para pôr fim a esses defeitos, você recebe a missão do rei para salvar a princesa e derrotar o vilão Skrillex. Em tempo: Skrillex não aparece no jogo. Ele está na trilha sonora, que começa com o hit Scary monsters and nice sprites. www.skrillexquest.com

 

Surf music?

Summerland Road, um disco de quatro músicas, é o debute do famoso surfista americano Tom Curren, de 48 anos, filho do lendário surfista de ondas grandes Pat Curren. A música de Curren filho – que toca guitarra, baixo, bateria e ukelele – é uma mistura de blues, jazz e R&B. Um álbum completo está pronto para ser lançado no começo de 2013. Boa notícia para os fãs do surfista cantor, entre eles Jack Johnson e Eddie Vedder.

 

Palinha

A cantora, compositora e multi-instrumentista Maïa Vidal apresentou-se recentemente no Brasil, onde mostrou as músicas de seu primeiro e único disco, God is my bike. Conheça mais sobre as preferências musicais da franco-americana.

Música favorita deste ano: Fitzpleasure, dos britânicos do Alt-J.
Artista novo favorito: os americanos do Animal Collective.
Minha colaboração dos sonhos: seria incrível fazer algo com o compositor americano Philip Glass.
Equipamento musical ou instrumento favorito: um banjolele (mistura de banjo com ukelele).
Disco preferido que comprei: Rancid 2000, do Rancid.
Melhor cidade para se tocar: Osaka, no Japão.
Coisa mais estranha que já recebeu de um fã: um pedido de casamento.
Meu toque de celular: Marimba, do iPhone.

 

AGENDA

O rapper americano Wiz Khalifa se apresenta no Memorial da América Latina, em São Paulo, no dia 11 de janeiro, e na Fundição Progresso, no Rio de Janeiro, no dia 12.

Baterista dos Ramones entre 1978 e 1983 e também no período 1987-1996, Marky Ramone faz show no Manifesto Bar, em São Paulo, no dia 26 de janeiro.

No dia 1º de fevereiro, o Espaço das Américas receberá um dos principais DJs do mundo – Tiësto vai estrear no Brasil sua turnê intitulada Club Life, que percorrerá o mundo inteiro em 2013.