UM JAGUAR NO MAR

No início, Ian Callun, o diretor de design da montadora britânica Jaguar, tinha a intenção de apenas exercitar a criatividade

 

Por Suzana Borin

 

A ideia era desenvolver um barco na cola do lançamento do utilitário esportivo XF Sportbrake. Mas não é que a lancha acabou chamando mais atenção do que o carro? Com 6,1 metros de comprimento por dois metros de largura, ela abriga três passageiros e conta com o DNA da marca.“Quisemos mostrar como as nossas linhas podem ser aplicadas em outros produtos”, diz Callun. E, definitivamente, conseguiram. Conheça mais detalhes do projeto-conceito:

 

Aerodinâmica de automóvel

    

O casco foi construído em fibra de vidro e o deque é de madeira Teca. A popa ainda recebeu uma espécie de aerofólio de fibra de carbono, uma inspiração oriunda do icônico Jaguar D-Type, o carro de corrida da montadora, produzido entre 1954 e 1957. O destaque fica para o inconfundível felino na popa da lancha.

 

Fonte de inspiração

    

O projeto da lancha-conceito foi uma parceria da Jaguar com a empresa canadense de arquitetura naval Ivan Erdevicki. O interior, com espaço para o piloto e mais dois passageiros, foi revestido de couro vermelho – típico dos carros da marca. A hélice, por sua vez, foi feita em alumínio polido; já a tampa do tanque de combustível foi inspirada no primeiro modelo Jaguar XJ, o XJ Series 1 produzido entre 1968 e 1973.