BEST SELLERS

E se os discos mais vendidos da história fossem um livro?

 

Por Piti Vieira

 

O designer britânico Christophe Gowans, que já trabalhou na área de artes gráficas da indústria fonográfica, se fez essa mesma pergunta. Logo, começou a imaginar como seus discos favoritos ficariam se realmente fossem transformados em livros e pudessem ser encontrados em sebos. Da ideia surgiu a série Record Books, em que clássicos dos Beatles, Dire Straits, Bob Dylan e outros artistas e bandas são reinterpretados como obras literárias. Purple Rain, do cantor Prince, foi transformado em uma ficção científica, Bad, de Michael Jackson, tornou-se um thriller policial, How to Dismantle an Atomic Bomb, do U2, foi recriado como um manual de instruções, e por aí vai. Depois de criar as artes, Gowans as envelheceu digitalmente e escreveu pequenas sinopses para cada livro. As capas podem ser compradas como pôsteres ou cartões-postais no site www.rockpot.co.uk. Confira algumas:

 

 

O céu e o inferno de Chorão

Encontrado morto em seu apartamento, em São Paulo, no começo de março, Alexandre Magno Abrão, o Chorão, 42 anos, liderava a banda Charlie Brown Jr., que, em 15 anos de carreira, vendeu 5 milhões de discos. O músico será lembrado pelos muitos hits que emplacou, por seu envolvimento com o cinema e o esporte, e pelas polêmicas dentro e fora dos palcos. Confira os altos e baixos de sua carreira:

• A estreia do Charlie Brown Jr. aconteceu em 1997 com o lançamento do álbum “ranspiração contínua prolongada. O trabalho levou um disco de platina ao vender mais de 250 mil cópias.

• Responsável pelo direcionamento artístico e executivo da banda, Chorão viu os álbuns Tâmo aí na atividade (2005) e Camisa 10 joga bola até na chuva (2009) serem premiados com o Grammy Latino.

• O músico foi também roteirista dos filmes O magnata (2007), do diretor Johnny Araújo, e de O cobrador, ainda em produção. Como empresário, administrou marcas de skate, como a DO.CE, fundada por ele em 2009.

• Era bastante conhecida sua ligação com o skate. Ele coordenava uma pista de skate para crianças das favelas, o Chorão Skate Park, em Santos.

• Furioso por uma declaração de Marcelo Camelo, na época (2004) vocalista da banda Los Hermanos, sobre sua participação em um comercial da Coca-Cola, Chorão deu uma cabeçada e um soco no nariz do músico carioca, que o processou pela agressão.

• Também em 2004, Chorão brigou com uma adolescente durante a gravação do programa Altas horas, da tevê Globo, direcionando versos de uma música para ela, como “a patricinha da plateia usava piercings, roupas e até a calcinha comprada pelo papai”.

• Ele foi expulso de um voo que ia para Manaus, em 2008, por se recusar a desligar um aparelho eletrônico e xingar a tripulação. Negou e disse que foi maltratado pela comissária.

• Sua última polêmica foi com o companheiro de banda Champignon. Em um show realizado em Apucarana (PR), Chorão o humilhou em público dizendo, entre outras coisas, que ele deveria estar muito grato por ter sido aceito de volta “depois de tudo que ele fez”. Champignon deixou a banda em 2005 e retornou em 2011.

 

Palinha

Karla Hill é a vocalista da banda ParanoiKa, de Curitiba, finalista do reality show Breakout Brasil, parceria entre o Google e os canais Sony, que estreará na tevê em março, com a missão de revelar artistas com repertórios próprios. Conheça as preferências musicais da paranaense.

Música favorita deste ano The naked and famous, do Young Blood
Minhas três músicas favoritas de todos os tempos Back to black, da Amy Winehouse, The pretender, do Foo Figthers, e Kids, do MGMT
Artista novo favorito Lana Del Rey
Minha colaboração dos sonhos Fazer um som com o Dave Grohl (vocalista do Foo Fighters)
Último grande show a que assisti Do Garbage, no Planeta Terra de 2012
Equipamento musical ou instrumento favorito Meu Shure Beta 58A (microfone) sem fio, companheiro de todos os palcos
Disco preferido que comprei Wolfgang Amadeus Phoenix, do Phoenix
Melhor cidade para se tocar Tocar na cidade natal é sempre demais
Coisa mais estranha que já recebeu de um fã Até hoje só ganhei coisas fofas
Meu toque de celular O ringtone-padrão, mas quase sempre deixo no silencioso

 

Para ficar de olho

Iggy Azalea é uma australiana com porte de modelo e loira que começou a fazer rap aos 14 anos e está começando a dominar a cena hip-hop norte-americana. Ela foi notícia ao redor do mundo recentemente ao aparecer em estúdio ao lado de Rihanna, criando rumores de suposta parceria entre as duas e atraindo a atenção da Roc Nation, a gravadora do rapper Jay-Z. Com influências dos rappers Tupac e Missy Elliott, Azalea deverá lançar seu primeiro álbum, The new classic, ainda este ano.

 

Musas do mês

As irmãs californianas Este, 26 anos, Danielle, 23, e Alana, 21, mais o baterista Dash Hutton, formam a bombada banda Haim – o sobrenome das gatinhas –, que faz um folk pop divertido e contagiante ou um “pop para tocar no rádio”, segundo as próprias. Além de ser a banda favorita do Julian Casablancas, cantor do The Strokes, a rede britânica BBC colocou o quarteto no primeiro lugar de sua lista de promessas musicais para 2013. Meninas poderosas.

 

Os três discos mais esperados do ano

O Black Sabbath anunciou que o 19º disco da banda se chamará 13 e será lançado em junho. É o primeiro álbum desde 1978 com três dos quatro membros da formação original, o vocalista Ozzy Osbourne, o guitarrista Tony Iommi e o baixista Geezer Butler.

ARTPOP é novo álbum de Lady Gaga, título que ela tatuou no braço e que pediu a todos para que sempre o escrevessem com letras maiúsculas. O lançamento será em agosto.

Justin Timberlake volta ao mundo da música este mês quando lança o aguardado The 20/20 Experience. Em nova fase musical, o artista se diz inspirado por grandes bandas de rock, como o Led Zeppelin.

 

AGENDA

• No dia 13 de março, o vocalista Ian Anderson passa por São Paulo, no Teatro Bradesco, com a turnê que recorda o disco Thick as a brick, do Jethro Tull, lançado em 1972.

• The Black Keys, Pearl Jam, Deadmau5, Queens of the Stone Age e Planet Hemp estão entre as atrações da edição do Lollapalooza, a ser realizada em São Paulo, no Jockey Club, entre os dias 29 e 31 de março.

• O The Cure se apresenta no dia 4 de abril no Rio de Janeiro, na HSBC Arena, e em São Paulo no dia 6 de abril, no Estádio
do Morumbi.