PERMISSÃO PARA VIVER

A psicóloga Maria Thereza Trad acredita que o prazer é o segredo para ter um corpo perfeito

 

Por Piti Vieira
Fotos Fernanda Preto

 

STATUS 23 - ENSAIO

 

[dmalbum path="/wp-content/uploads/dm-albums/Status 23 - Ensaio/"/]

 

“NUNCA SE DEVE CONFIAR numa mulher que revela sua idade verdadeira.” A frase é do escritor irlandês e dândi Oscar Wilde (1854-1900). Fora o absurdo da declaração, o que mais impressiona é que algumas moças ainda acreditam nela e fazem questão de adotá-la em pleno ano de 2013. Sorte a nossa que existem mulheres como a psicóloga mato-grossense Maria Thereza Trad, 39 anos, mãe de quatro filhos (de 19, 17, 15 e 2 anos), solteira, gostosa e muito segura de seus desejos e anseios. “Sou uma pessoa que me permito. Me permito viver, me permito tentar. As mulheres da minha idade, por exemplo, em sua maioria, estão casadas, num casamento falido, mas preferem viver assim a lutar por sua felicidade. É muito mais confortável e aceito pela sociedade”, diz ela, que é de uma família com tradição política em Mato Grosso do Sul. “Meus irmãos (o ex-prefeito de Campo Grande, Nelson Trad Filho, o deputado estadual Marcos Trad e o federal Fábio Trad) nem sonham que fiz este ensaio para a Status. Espero que respeitem a minha escolha, como sempre respeitei as escolhas deles.”

Maria Thereza conta que era “cheinha” na adolescência e que foram os filhos que a transformaram na mulher que ela é hoje. “Nunca fui encanada com meu corpo. A cada gestação adquiri uma forma mais definida, mais esculpida. Faço Pilates e ioga, mas amo doces, principalmente chocolate. Como caixas e mais caixas. Mas o que mais me deixa bonita é o prazer que tenho em tudo que acredito que me faz bem. Isso rejuvenesce e restaura a alma.”

 

 

Créditos:

Produção Executiva Marina Felício
Assistente de foto Thico Oliveira