É DIA DE ROCK

O ator Felipe Lima dá uma pausa nas gravações da novela global Sangue Bom e posa para Status em um ensaio cheio de couro, acessórios metalizados e muito preto, claro

 

Fotos Rogério Mesquita

 

 

O CARIOCA FELIPE LIMA aproveitava o fim de tarde na praia de Ipanema quando percebeu uma bela morena vindo em sua direção. Ajeitou-se para receber uma cantada, mas ouviu apenas o clássico “me dá um autógrafo?”. “Demorei alguns segundos para entender do que ela estava falando”, conta o ator, aos risos. “Era a primeira vez que alguém me reconhecia assim, na rua.” Na época, cerca de três anos atrás, Felipe estava no ar em Uma rosa com amor, folhetim do SBT – mas aquele estranhamento em relação à fama definitivamente ficou para trás. “A repercussão agora é muito maior, a gente acaba se acostumando”, diz o ator, que interpreta o playboy Xande, na novela global das 19h, Sangue bom. “Ele é um cara meio malandrão, mas tem carisma, tem humor”, diz o ator, que começou como modelo de publicidade ainda criança e, aos 13 anos, já dividia seu tempo entre a escola e as aulas de teatro.

Engana-se, porém, quem imagina Felipe sempre de frente para as câmeras. Aos 27 anos, o ator também tem investido em produções próprias. Um exemplo é a peça R&J Shakespeare, que está em cartaz há cerca de dois anos e com passagem por mais de 30 cidades brasileiras. “Comprei os direitos da peça junto com um amigo”, diz. “Aprendi que a melhor forma de você trabalhar no que gosta é produzindo seus próprios projetos. E não deixa de ser uma forma de se dar emprego”, completa o ator. Outros dois textos infantis, sendo um de autoria do peruano Mario Vargas Llosa, também já estão em suas mãos, aguardando um tempo na agenda para serem adaptados ao teatro. Considerando a hiperatividade de Felipe, a espera não deve durar muito tempo. “Sou do tipo que vai dormir à 1h e acorda às 6h, no pique”, diz o ator, que nunca deixa de lado a prática do muay-thai e do tênis, segundo ele, seus “vícios”. Solteiro, prefere shows e eventos na casa dos amigos às baladas fortes, mas seu ponto fraco mesmo são as partidas de pôquer. “Gosto muito do jogo e, para completar, sou bastante competitivo”, conta Felipe, que neste ensaio deixou de lado seu estilo básico “camiseta branca”, como ele mesmo diz, para incorporar um baladeiro rock and roll. “Não deixa de ser uma chance de incorporar um personagem. Curti bastante”, diz o ator.

 

Créditos:

Edição de moda Fabio Paiva
Produção de moda Ana Laura Villega e Cintya Misobuchi

Beleza Allan Johnnes (Capa Mgt)
Produção executiva Marina Felício
Assistente de produção de moda Carol Irsai

Agradecimentos Funhouse (locação) | www.funhouse.com.br, L’Oréal Professional e M.A.C

Aramis Menswear 11 3081-2214 | Billabong 11 5189-4688 | Camargo Alfaiataria 11 3073-2214 | Carmim www.carmim.com.br | Cohn Joias 11 3081-9474 | Dopping 11 3064-2600 | Emporio Armani 11 3034-3559 | Emporio Armani (relógios) 0800 055 4898 | Factum 16 3721-0994 | John John www.jhonjhondenim.com | Joly www.jolypratas.com.br | Lab Acessórios www.lab-store.com | Levi’s 0800 891 2855 | Luxottica 11 4003-8225 | Mandi 11 3032-9928 | Marcelo Bonito 11 3868-1351 | Ogochi 49 3325-1700 | Rockstter 11 3823-2446 | TNG 11 4689-9313 | Vans 11 3152-6266 | Vicinal 0800 770 3370 | VR Menswear 11 3081-2919 | Zapälla 11 3552-3110