MÚSICA PARA VER

A arte de traduzir o som de bandas e o espírito de festivais em pôsteres nunca perdeu a força. Pelo contrário: no Brasil, ela vem ganhando cada vez mais espaço. Conversamos com alguns dos principais artistas brasileiros que misturam música e desenho e destacamos um clássico internacional

 

Por Lígia Nogueira

 

Veteranos

Lucas Ainon, 25 anos
De Uberlândia, MG

• Principais trabalhos: As bandas Raimundos e Bonde do Rolê, entre outras, e bailes como Farrinha Funk já foram retratados por Ainon. O artista mantém um estúdio de design gráfico e ilustração com mais três amigos, o Farândola.
• Como traduz música em imagem? “O processo de criação de um pôster é bem ligado ao sentimento: o que a música me faz sentir, o que ela representa pra mim. O produto final é resultado dessa troca, a mistura entre minhas referências anteriores e meu traço.”

Ames Bros
Formado por Coby Schultz e Barry Ament (irmão de Jeff Ament, baixista da banda americana Pearl Jam)

O texto ao lado e a imagem do pôster acima extraídos do livro Pearl Jam vs. Ames Bros – 13 years of tour posters, de Ames Bros and Brad Klausen, 2007

• Principais trabalhos: Desde que abriu seu estúdio, em 1994, a dupla cuida da identidade visual do Pearl Jam. Os artistas já foram indicados ao Grammy pela arte de “Vitalogy” e “Yield”. Também já fizeram pôsteres para Neil Young, Radiohead, Coldplay, Sting, Foo Fighters e The Strokes, entre outros.
• O que eles dizem: “Assim que começamos o processo de criar um pôster, uma rede de possibilidades se abre. É como ser uma criança que entra por uma velha casa maluca, olhando todos os quartos, experimentando o sofá, abrindo a geladeira, pulando na cama. Depois de dar uma boa olhada em tudo, você escolhe o local preferido e começa a trabalhar. Visualmente, nos inspiramos em uma vasta biblioteca que não consiste apenas em livros, mas também em memórias, questões políticas, sociais e personalidades interessantes.”

Daniela Hasse, 34 anos
Do Rio, mas mora em São Paulo

• Principais trabalhos: Fez recentemente os pôsteres dos shows de Stephen Malkmus (ex-Pavement)
e Television em SP. Já emprestou seus traços para Céu, Vampire Weekend e o Festival Coquetel Molotov.
• Como traduz música em imagem? “Sempre procuro escolher elementos visuais que possam traduzir de alguma forma a música do artista. Fico ouvindo os discos, procurando ideias nas letras, nos climas.”

Bicicleta sem freio
Coletivo formado por Douglas Castro, Victor Rocha e Renato Reno
De Goiânia

• Principais trabalhos: Assinam artes para as bandas Black Drawing Chalks e Hellbenders.
• Como traduz música em imagem? “A gente não sabe muito bem onde uma termina e a outra começa. Ambas estão ligadas. Quando estamos desenhando, sempre tem um som rolando e estamos imaginando alguma imagem para aquela música.”

 

Musa do mês

Os cabelos loiros e os lábios vermelhos são as marcas registradas de Rita Ora, 22 anos. Nascida em Kosovo e criada em Londres, a cantora foi descoberta pelo rapper e produtor Jay-Z quando se apresentava em bares da capital inglesa. Seu disco de estreia, “Ora”, saiu no ano passado no Reino Unido e foi direto para o topo das paradas. Queridinha do mundo da moda, ela bate cartão na plateia dos desfiles da Chanel e acaba de ser anunciada como a garota-propaganda da marca Material Girl, de Madonna. “É como se a música fosse meu marido e a moda, meu amante”, resume a artista, que também pode ser vista no cinema. Ela faz uma participação no filme Velozes e furiosos 6, atualmente em cartaz no Brasil.

 

Black is beautiful

• A cantora americana Janelle Monáe, que caiu nas graças do público depois de lançar, em 2010, um álbum conceitual intitulado The ArchAndroid, acaba de soltar o vídeo de uma faixa nova, Q.U.E.E.N., com a participação mais do que especial de Erykah Badu. A música faz parte do novo disco da moça, The electric lady (uma referência a Electric ladyland, de Jimi Hendrix, citado como uma das influências do trabalho), previsto para meados do ano.

• À frente da banda The Dap-Kings, que acompanhou Amy Winehouse no já clássico Back to black, a cantora de soul Sharon Jones também prepara um novo álbum, Give the people what they want, a ser lançado em agosto. O primeiro single, Retreat!, acabou de sair. A diva já vem apresentando algumas canções inéditas em seus shows – e o resultado pode ser resumido como explosivo.

 

Mantendo o respeito


Antes de arrumar as malas para se apresentar no festival Lollapalooza de Chicago (EUA), em agosto, o Planet Hemp vai gravar um DVD nos dias 12 e 13 de julho no Credicard Hall, em São Paulo. Liderada por Marcelo D2, a banda carioca voltou a fazer fumaça depois um intervalo de dez anos. Na turnê de retorno, o grupo apresenta antigos sucessos, como Queimando tudo, Dig, dig, dig e Mantenha o respeito.

 

Palinha

A música Geração da luz, uma parceria de Kika e Raul Seixas, pais de Vivi Seixas, 32 anos, inspira o título do mais novo álbum da DJ de house music. A filha caçula de Raulzito decidiu usar alguns “a capela” do artista em um CD-tributo feito com a ajuda de dois DJs e produtores musicais – o
californiano Mike Frugaletti e o carioca Plínio Profeta – e com arranjos de Arnaldo Brandão (A Bolha) e Donatinho, entre outros músicos. “Eles ajudaram a dar um ‘quê’ mais orgânico ao álbum”, diz Vivi, que já passou uma temporada na Califórnia e atualmente mora no Rio. Confira as preferências musicais da gata.

Música favorita deste ano Teach you, de Mike Frugaletti
Minhas três músicas favoritas de todos os tempos Top floor, botom buzzer, do Morphine, Ouro de tolo, do Raul Seixas, e Suzanne, do Leonard Cohen
Artista novo favorito Criolo
Música que é a minha cara Sweet child o’ mine, do Guns N’ Roses. Depois de Pink Floyd, foi a banda que mais curti na adolescência
Último grande show a que assisti The wall, do Roger Waters, no Rio
Equipamento musical ou instrumento favorito Sou apaixonada por baixo, porque é o que dá o groove
Disco que comprei recentemente Fischerspooner (idem)
Melhor lugar pra tocar No Brasil, o D-Edge. Tem um sound system incrível e o público tem a mente aberta
Meu toque de celular O menos irritante possível. Já ouço muito barulho na minha vida (risos)

 

AGENDA

Festival Cultura Inglesa
A banda Magic Numbers e a cantora Kate Nash estão entre as atrações da 17a edição do evento, que acontece no dia 23 de junho, no Memorial da América Latina, em São Paulo. O festival terá também uma mostra de cinema (de 7 a 16 de junho) com filmes ingleses como London: the modern Babylon, de Julien Temple. http://festival.culturainglesasp.com.br

Best of Blues
Buddy Guy, Dr. John, Chris Cornell e John Mayall, entre outros, se reúnem no WTC Golden Hall, em São Paulo, de 10 a 13 de junho. www.dancarmarketing.com.br/bestofblues

Chris Cornell
O vocalista do Soundgarden também se apresenta no dia 15 de junho, no Vivo Rio, no Rio de Janeiro, com seu projeto solo acústico. www.ingressorapido.com.br