ZEN E SARADO

Esportistas passaram a adotar a Ioga para ganhar massa muscular, aumentar a flexibilidade e perder peso. Saiba como você também pode entrar nessa

 

Rachel Costa, de Londres

 

IMAGINE UM GRUPO formado pelo gigante do basquete americano Shaquille O’Neal, pelo polêmico e agressivo lutador de MMA Tito Ortiz e pelo cantor Sting. Além de ricos e famosos, você saberia dizer o que eles têm em comum? Pode parecer inusitado, mas todos eles, o gigante, o lutador e o cantor-militante, são praticantes de ioga, a milenar arte indiana que desde o século passado vem conquistando multidões no Ocidente e ganhando força entre os esportistas. A atividade pode trazer muitos benefícios para o homem – desde ajudar na redução de lesões até promover o relaxamento e aumentar a massa muscular.

Duvida? Pergunte então ao ator e ex-lutador profissional de wrestling “Diamond” Dallas Page, um dos militantes pró-ioga masculino. Ele criou um método próprio, o DDP Yoga, uma polêmica mistura de ásanas (posições feitas durante a ioga) com técnicas usadas no treinamento de lutadores. Nos vídeos institucionais, Diamond em nada lembra os tradicionais gurus indianos. Voz grossa, roupa preta, ao som de rock pesado, músculos e tatuagem à mostra, ele anuncia suas aulas sob o slogan “Isso não é a ioga da sua mamãe”. “Homens evitam as aulas de ioga porque pensam que isso é coisa de mulher ou algo não viril”, justifica Marlon Ransom, um dos assessores de Diamond. “Mas é uma atividade capaz de fazer perder peso, aumentar a massa muscular e melhorar o potencial cardiorrespiratório, tudo isso com menos risco de lesões”, acrescenta. Entre os viris seguidores da DDP Yoga estão vários outros lutadores, como Bob Van Dam, do wrestling, e Michael Chandler, do MMA. E Diamond não é o único a investir no filão dos lutadores. Em Londres, outro guru da ioga, o inglês Wayne Leal também tem entre seus pupilos profissionais do ringue. Leal é mais conhecido na Inglaterra como o criador do método 20:21, que consiste em um livro e um DVD com 20 minutos de exercícios diários inspirados na ioga que prometem mudar o corpo e a mente em 21 dias. Atualmente, porém, além de palestras e aulas, ele tem se dedicado a ensinar a técnica a dois boxeadores britânicos, Darren Barker e Matt Tait.

O ex-jogador de basquete Shaquille o’neal e o lutador de MMA Tito Ortiz sempre tiveram a Ioga como uma aliada na preparacão

O segredo do sucesso da ioga entre os lutadores e outros esportistas de elite está em sua capacidade de “balancear” maus usos do corpo causados pela sobrecarga de atividade física, problema comum na vida de esportistas profissionais. “A ioga consegue manter saudáveis e funcionando adequadamente os músculos e tecidos que são sobrecarregados por determinados esportes”, explica Alison Trewhela, professora de ioga e membro do grupo de estudos dedicado à pesquisa sobre os efeitos da ioga da Universidade de York, na Inglaterra. Como há ásanas para se trabalhar praticamente qualquer musculatura do corpo, basta fazer uma seleção das posições mais adequadas para cada esportista e, voilà, tem-se uma ótima série de exercícios antilesões.

No entanto, mais que um complemento, a ioga pode valer como um treino completo. Para isso, o aluno deve estar atento à intensidade da aula escolhida. Para um não iniciado, pode parecer tudo a mesma coisa, mas a verdade é que há uma enorme variedade de tipos de ioga – alguns mais focados em meditação e respiração, outros mais vigorosos. Nas modalidades mais “puxadas”, como a Vinyasa e a Power Ioga, queimam-se entre 300 e 400 calorias por hora de classe – o equivalente a 40 minutos de musculação. “É bem diferente do que a maioria dos homens tem em mente, de que ioga é só um punhado de exercícios de alongamento feitos em círculo”, defende Adam O’Neill, cofundador da rede americana Broga. A “yoga for bros” (ioga pros “chegados”, em tradução livre) é um método criado para tornar a prática palatável e atrativa para homens. Como os outros métodos desenvolvidos para o público masculino, há um foco especial nos exercícios capazes de aumentar a massa muscular. Muita gente associa ioga só à flexibilidade e se esquece que uma das bases da técnica é a permanência em cada posição (no geral, em torno de cinco respirações ou 30 segundos), o que exige bastante força. “A ioga é uma busca interna pela combinação adequada entre equilíbrio, força, flexibilidade e respiração. É também um exercício de consciência: de se sentir em seu corpo e perceber do que ele é capaz”, encoraja o instrutor Michael Lechonczak, colaborador no livro Homens de verdade fazem ioga (2003, tradução livre).

O ex-lutador profissional de Wrestling “Diamond” Dallas Page criou uma técnica própria chamada DDP Yoga

 

ALÉM DA MEDITAÇÃO

• A ioga não é apenas uma atividade de relaxamento. Ela combina força, equilíbrio, flexibilidade e um profundo trabalho de controle respiratório.
• Nas modalidades mais vigorosas, é possível queimar entre 300 e 400 calorias por hora
• Os resultados aparecem após as primeiras quatro semanas
• Indicam-se ao menos duas sessões de 60 minutos por semana, mas também podem ser feitas práticas com menor duração e maior frequência
• Pode ser usada tanto como complemento para evitar lesões quanto como treino completo
• Melhora a postura e reduz dores nas costas

 

SEM PERDER O EQUILÍBRIO

Confira alguns dos ásanas indicados para melhorar o condicionamento de esportistas