COMO EM PARIS

Um clássico da baixa gastronomia francesa, a sopa de cebola é uma receita fácil e saborosa para renovar energias e combater o frio

 

Por Bruno Weis

 

Em meados do século XIX, em Paris, os trabalhadores do mercado central da cidade criaram uma receita para alimentá-los no fim da madrugada, enquanto desembarcavam as mercadorias, à espera dos clientes. O prato, simples, barato e quente o suficiente para aplacar o frio virou um clássico da baixa gastronomia francesa e não há bistrô de respeito que não conte com sua versão de sopa de cebola gratinada, ou “soupe à l’oignon”. “Hoje também é muito comum na França ela ser servida no final de festas. Dá sustância e ajuda contra a ressaca”, diz o francês Yann Corderon, chef do L’Amitiê, em São Paulo (www.lamitie.com.br). No Brasil desde 1994, Corderon comanda o restaurante de ambiente despojado e com receitas típicas dos bistrôs parisienses. A sopa dos feirantes franceses é uma delas e, aqui, ele ensina sua versão da receita. “É bom deixar a cebola caramelizar na manteiga até sair toda a água, responsável pelo amargor da cebola”, indica o chef.

 

Sopa de Cebola Gratinada (para quatro pessoas)

Ingredientes
• ¼ de xícara de chá de manteiga
• 4 cebolas cortadas em fatias finas
• 150 ml de vinho do Porto
• 1 ½ litro de água
• 1 ½ litro de molho de carne
• 12 fatias de baguete torrada
• 250 g de queijo emmental ralado grosso
• Sal e pimenta a gosto

Modo de Preparo
Em uma panela, refogue em fogo baixo as cebolas na manteiga por aproximadamente 20 minutos, mexendo de vez em quando; adicione o vinho do Porto e deixe o volume reduzir em 1/3. Adicione a água e o molho de carne e deixe cozinhar por duas horas em fogo baixo. Divida o caldo entre quatro cumbucas individuais refratárias e coloque algumas torradas. Sobre elas, acrescente o queijo; arrume as cumbucas em uma assadeira e leve ao forno a 250ºC. Asse por 10 minutos ou até que o queijo derreta.