O DONO DO MUNDO

Nos inspiramos em Charles Chaplin para mostrar que, sim, a combinação de preto com branco pode ser divertida. E, sim, a boa alfaiataria consegue manter-se atual através dos tempos. O ator global Mouhamed Harfouch, modelo deste ensaio, está aí para provar.

 

Fotos André Schiliró

Edição de moda Fabio Paiva 

Produção de moda Murilo Mahler

 

Camisa de algodão Crawford R$ 149,90 | colete de lã fria Aramis R$ 199 | calça de sarja Colcci R$ 315

O nome pode até sugerir uma nacionalidade árabe, mas bastam alguns minutos de conversa com Mouhamed Harfouch para a impressão dar lugar a uma certeza: o ator é mesmo carioca, daqueles da zona sul, criado a poucas quadras da praia e à base de muito sol e futevôlei. Quando criança, apenas uma brincadeira rivalizava com as areias do Leblon. “Sempre gostei de montar peças de teatro. Inventava personagens com meus primos, improvisava os textos. O curioso é que não tinha artista na família. Era coisa minha mesmo”, conta o ator, hoje com 35 anos, casado e pai de uma menina. Enquanto a mãe achava tudo aquilo um simples delírio infantil, uma tia resolveu inscrevê-lo em um curso de teatro. A aposta deu certo. Aos 15 anos, Harfouch já estava em cartaz e, aos 18, apresentava-se em peças Brasil afora. “Realmente não parei mais”, conta ele, que atualmente vive o médico Pérsio em Amor à vida, novela global das 21h.

Camisa de tricoline Hugo Boss R$ 678 | calça de cetim de seda Herchcovitch;Alexandre (preço sob consulta) | sapatos bicolores R$ 300 e suspensório R$ 160 Minha Avó Tinha

Em seu quarto folhetim na Globo, o ator de ascendência síria acostumou-se em dividir seu tempo entre as gravações para a tevê e os ensaios no teatro. Atualmente está em cartaz no Rio de Janeiro, com a peça A vingança do espelho, sobre a trajetória da atriz Zezé Macedo. Seu próximo trabalho nos palcos, adianta o ator, deverá ser uma peça dirigida por Guilherme Piva, sem falar em um projeto de um monólogo e ainda de uma outra peça… “Eu disse para você que não paro nunca, tá vendo?”, diz Harfouch. Em seu primeiro ensaio de moda, o ator carioca – ele próprio um vaidoso confesso – conta que “sentiu-se em casa” ao inspirar-se em Charles Chaplin para mostrar o lado irreverente da alfaiataria em preto e branco. “A concepção do ensaio foi incrível. Não tinha como não me divertir fazendo essas fotos”, diz o carioca, que chegou a se formar em direito, mas abriu mão da beca em prol da vida de ator. “Foi uma decisão fácil, até. Imagina só, eu, em um escritório de advocacia”, diz Harfouch, aos risos.

Regata de algodão canelado Calvin Klein R$ 120 | calça de sarja R$ 740 e chapéu (acervo do editor) Herchcovitch;Alexandre | suspensório R$ 160, relógio de bolso R$ 240 Minha Avó Tinha | patins B.Luxo R$ 220

Terno de lã fria Aramis R$ 699 | camisa de tricoline Hugo Boss R$ 678 | gravata de seda Camargo R$ 199 | suspensório Minha Avó Tinha R$ 240 | botas de couro Herchcovitch; Alexandre (acervo do editor) | chapéu (acervo do editor)

 

 

Ao lado, paletó de gabardine R$ 988 e camisa de tricoline R$ 238 Noir, Le Lis | colete de lã fria Aramis R$ 199

 

Paletó de cetim Minha Avó Tinha R$ 500 | camisa de tricoline Etiqueta Negra R$ 650 | gravata de seda Camargo R$ 199 | samba canção de algodão Noir, Le Lis R$ 138 | suspensório Minha Avó Tinha R$ 160 | bermuda de linho Triton R$ 832 | cartola (acervo do editor)

 

Coordenação Ariani Carneiro
Beleza Marco Pires (Capa Mgt)
Produção executiva Marina Felício
Assistentes de foto Tiago Rocha e Tony Dias

Agradecimentos Libreria Editora (globo continental) www.libreria.com.br | Minha Avó Tinha (bengala) www.minhavotinha.com

 

 

Aramis 11 3081-2214 | B.Luxo 11 3062-6479 | Calvin Klein 11 3898-0229 | Colcci 11 5189-4710 | Etiqueta Negra 11 3152-6800 | Forum 11 3085-6269 | Herchcovitch;Alexandre 11 3063-2888 |Hugo Boss 11 5189-4709 | Minha Avó Tinha 11 3865-1759 |  Noir, Le Lis 0300 770 2727 | TNG 11 3061-0598 | Triton 11 3085-9089