NELSON PIQUET

Um dos mais completos pilotos da história da Fórmula 1, Piquet marcou sua trajetória com vitórias e um estilo autêntico de dizer só o que pensa.

 

Pode não ter sido o primeiro, como Emerson Fittipaldi, pode não ter sido o maior, ou o mais popular, como Ayrton Senna. Mas, entre os grandes campeões brasileiros de Fórmula 1, ninguém foi mais autêntico do que Nelson Piquet Souto Maior, 61 anos. Autêntico, irreverente, polêmico e, segundo seus mais ardorosos fãs, o mais completo piloto de todos os tempos. Nascido no Rio de Janeiro e criado em Brasília, Piquet sempre teve de lutar para conseguir o que queria. Driblou a resistência familiar para começar a dirigir kart, aprendeu tudo de mecânica, dormiu em autódromo e se arriscou na Europa até conseguir um posto na equipe Brabham, em 1978. Daquele ano até 1991, quando disputou sua última temporada na mais nobre categoria do automobilismo, Piquet correu 204 provas, com 23 vitórias, 60 pódios e três campeonatos mundiais (1981, 1983 e 1987). Também construiu algumas das mais famosas rivalidades da história da Fórmula 1, principalmente com o inglês Nigel Mansell e Senna, dividindo a torcida brasileira como nunca antes ou depois na história do esporte sobre rodas. Pai de sete filhos, três deles pilotos, Piquet colecionou belas mulheres ao longo da vida, teve sucesso como empresário e nunca abriu mão de dizer o que pensa.