CAMPEÕES DO ANO

Conheça os 15 livros de autores brasileiros mais vendidos em 2013, nas categorias ficção, não-ficção e infantojuvenil

 

 

O Livro do Ano

(segundo Antonio Prata)

O escritor paulistano que lançou Nu, de botas em outubro elege seu livro preferido publicado em 2013

“Para mim, o livro do ano de 2013 foi um conjunto de poemas publicado originalmente em 1930, sob o título Alguma Poesia, escrito por um tal Carlos Drummond de Andrade. A obra (120 págs.; R$ 32) foi agora reeditada pela Companhia das Letras, com um excelente posfácio do poeta Eucanaã Ferraz. Eu bem que queria indicar algum jovem escritor, mas desculpem: ninguém ganha do Drummond.”

 

Companheiros de estrada

Férias com música e boa companhia nas biografias de Jim Morrison, Joey Ramone, Michael Jackson e Bruce Dickinson

Jim Morrison – Ninguém Sai Vivo Daqui, de Jerry Hopkins e Danny
Sugerman (Novo Século; 440 págs.; R$ 39,90)

Finalmente chega ao Brasil a primeira biografia sobre a vida do vocalista da banda The Doors, lançada em 1980 nos Estados Unidos. O livro revela a personalidade extraordinária (e difícil) de James Douglas Morrison, mostra os efeitos de uma vida literalmente regada a sexo, drogas e rock ‘n’ roll e, de quebra, inspirou o filme sobre o grupo dirigido pelo cineasta Oliver Stone em 1991.

 

Bruce Dickinson, de Joe Shooman (Gutenberg; 304 págs.; R$ 49,90)

Além de contar toda a trajetória do vocalista do Iron Maiden, com direito a um capítulo para cada álbum do grupo, o jornalista Joe Shooman dedicou boas páginas à vida paralela e curiosa de Dickinson. Ele teve carreira solo, já integrou o time britânico de esgrima, apresentou programas de rádio e de televisão e foi piloto comercial da Astraeus. Em 2008/2009, ele pilotou o Ed Force One, o Boeing 757 usado na turnê mundial da banda.

 

Intocável, de Randall Sullivan (Companhia das Letras; 912 págs.; R$ 64)

O jornalista americano parte dos últimos dias de Michael Jackson no rancho Neverland para fazer um mergulho nas várias camadas da vida do rei do pop. Enquanto acompanha os quatro anos de viagens e ensaios para o disco e a turnê que seriam a salvação do astro, Sullivan volta aos tempos de Jackson 5, passa pelo gênio artístico e pai dedicado, pelas acusações de pedofilia e escândalos públicos e pela vida financeira de Michael, o rei que nunca deixará seu trono.

 

Eu Dormi com Joey Ramone: Memórias de uma Família Punk Rock, de Mickey Leigh e Legs McNeil (Dublinense; 360 págs.; R$ 44,90)

O nome do livro entrega o nível de intimidade que a biografia de Joey Ramone promete. As memórias de Mickey Leigh, irmão do líder dos Ramones, traduzidas em texto pelo jornalista Legs McNeil, vão das peripécias nas ruas de Forest Hills, no Queens (NY), até a conquista do mundo à frente de uma das bandas punk mais importantes do século 20.