STATUS GLOBAL

Ideias, tendências e o que acontece de mais legal no mundo

 

Por  Bruno Weis

Ilustração Massao Hotoshi

 

STATUS 35 - APPROACH, STATUS GLOBAL

1. MIAMI

Polo com champanhe

A temporada de polo em Palm Beach, Miami, já é um luxo só. Este ano, ainda mais. Isso graças à célebre casa francesa de champanhe Veuve Clicquot, que instalou um lounge sobre um trailer remodelado no Internacional Polo Club Palm Beach. Aberto aos domingos para brunchs, o espaço oferece mais de 80 itens – e champanhe, é claro – para os visitantes desfrutarem enquanto assistem às partidas. www.internationalpoloclub.com

 

2. SÃO PAULO

Vinil e cerveja

STATUS 35 - APPROACH, STATUS GLOBAL

O que pode ser mais legal do que uma loja de vinil com cerca de 3.500 discos de rock, jazz, funk, afrobeat, reggae? Uma loja de vinil com tudo isso que inclua um empório de cervejas artesanais, com mais de 100 rótulos. Pois esse combo existe em plena rua Augusta: é a Sensorial Discos e Cervejas, tradicional loja do centro de São Paulo que acaba de reabrir em novo endereço, que também é local de festas, shows, exposições e degustação de cervejas. sensorialdiscos.com.br

 

3. LONDRES

Google Glass para voar

102

Se você está em Londres prestes a embarcar em um voo da Virgin Atlantic, prepare-se para uma novidade. As comissárias em solo vão lhe atender equipadas com os óculos high-tech recentemente lançados pela empresa norte-americana. Com a tecnologia, checarão sua identidade, o horário do voo e até como está o clima em seu local de destino. Ainda em testes, a experiência promete em breve permitir aos atendentes lhe ajudar a escolher as refeições da viagem. virgin-atlantic.com

 

4. ZWOLLE (HOLANDA) 

A catedral dos livros

STATUS 35 - APPROACH, STATUS GLOBAL

A decadência da igreja não é de todo mal. Pelo menos nesta cidade holandesa de 120 mil moradores, onde a principal catedral do lugar foi transformada em uma grande biblioteca. O projeto, apoiado pela comunidade local, foi desenvolvido pelos arquitetos do escritório BK Architecten e preservou vitrais, pilares, arcos e pinturas do teto da igreja dominicana erguida no século XV, possibilitando que, no futuro, ela
possa a voltar a ser apenas uma igreja. bkpunt.nl/#0

 

5. KIRKENES (NORUEGA)

Transfer canino

STATUS 35, APPROACH, STATUS GLOBAL

Esqueça o táxi ou, quem sabe, sua limusine. Quem passa férias no hotel de gelo do pequeno povoado norueguês de Kirkenes, praticamente no Polo Norte, vai ser transferido do aeroporto até o destino final em trenós conduzidos por huskies siberianos. Os cães fazem o trajeto em 45 minutos, tempo suficiente para se maravilhar com as paisagens cobertas de branco da região. Em tempo: o hotel de gelo só funciona de dezembro a abril. kirkenessnowhotel.com

 

6. SERENGETI 

Malhando com gnus

STATUS 35 - APPROACH, STATUS GLOBAL

Nada de televisores ou espelhos. Quem visita o Singita Grumeti, um hotel- butique no meio do Parque Nacional do Serengeti – parte do ecossistema de 40 mil km2 que abriga 35 espécies de grandes mamíferos –, na Tanzânia, sua a camiseta diante da savana. A academia ali está localizada diante de paredes de vidro que permitem uma visão abrangente de toda a planície africana e, não raramente, de seus grandes habitantes, como zebras, girafas e gnus. singita.com

 

 7. ADELAIDE 

Casa que caiu do céu

STATUS 35 - APPROACH, STATUS GLOBAL

A Bienal de Arte de Adelaide é um dos grandes eventos artísticos da Austrália em 2014. Os principais nomes das artes plásticas contemporâneas “Down Under” mostram ali trabalhos inéditos em diversas plataformas. Uma das mais impactantes certamente é a obra “Landed”, assinada pelo australiano Ian Strange. Nela, o artista recria uma típica casa de colonos do século passado, como se ela tivesse caído do céu. A instalação, toda negra, fica à mostra até maio. adelaidebiennial.com.au

 

8. XIAN (CHINA)

Chá nas alturas

STATUS 35 - APPROACH, STATUS GLOBAL

Existem pouco mais de mil vias ferratas no mundo. Esses caminhos construídos em montanhas íngremes com escadas, cabos e pitões são mais comuns na Itália, onde muitos foram criados durante a Primeira Guerra Mundial para facilitar a locomoção de tropas. Mas fica na China a via ferrata mais perigosa e pitoresca do mundo. Na montanha Hua Shan, perto da cidade de Xian, com pico de mais de dois mil metros de altitude, os escaladores passam por cachoeiras, cavernas e templos taoístas – um deles transformado em uma casa de chá, de onde os visitantes observam paisagem de perder o fôlego.