O SABOR DO FRIO

Selecionamos dois bares e outras dicas para você aproveitar o melhor do conhaque, esse destilado sofisticado que é a cara do inverno

 

Por Bruno Weis

 

STATUS 37 - APPROACH, ÁGUA NA BOCA

 

http://www.epicerestaurante.com.br/epice/

 

 

 

STATUS 37 - APPROACH, ÁGUA NA BOCA

 

MENOS É MAIS 

STATUS 37 - APPROACH, ÁGUA NA BOCA

Conhecido como “o bar do Malvino Salvador”, o recém-aberto Barê, nos Jardins, em São Paulo, é bem mais do que o mais novo negócio do ator global. É um gastrobar intimista que aposta no dueto “pratos para compartilhar” e um bar cheio de opções. Rafael Pizanti (foto), o responsável pelos drinques, gosta de dar seu toque pessoal em receitas clássicas. Agora no inverno, quer fazer isso com sua oferta de conhaques. “Uma casca de laranja, um cravo, um anis estrelado já mudam o aroma e o sabor da bebida e deixam-na com uma cara mais contemporânea”, diz ele. “Mas sem exageros, pois para o conhaque menos é mais.” O mixologista ressalta que a sofisticação da bebida pede certo ritual para beber, o que inclui a taça de base larga, clima frio e, se for do gosto pessoal, um charuto para acompanhar. barejardins.com.br

STATUS 37 - APPROACH, ÁGUA NA BOCA

Pizanti e sua sugestão para dar um toque pessoal a uma taça de conhaque

STATUS 37 - APPROACH, ÁGUA NA BOCA