DO MILHO AO COPO

Se você fosse um cowboy desbravando o Oeste dos Estados Unidos no século XIX e entrasse em um saloon para tomar um trago, é bem provável que recebesse um copo de bourbon. 

 

Por Pedro Marques

 

STATUS 39 - APPROACH, BAR EM BAR

 

O destilado é primo- irmão dos uísques da Escócia e da Irlanda e foram justamente os imigrantes escoceses e irlandeses que vieram ao Novo Mundo quem primeiro fizeram a bebida – só que, como não havia cevada e turfa, os principais ingredientes do uísque, a solução foi usar milho, abundante no novo país. Por lei, o bourbon deve ter 40% de álcool, sendo que 51% (no mínimo) desse total deve ser obtido a partir da destilação do milho. Depois, deve ser acomodado em barricas de carvalho novas, que são queimadas por dentro para conferir os aromas e sabores picantes e de caramelo que marcam a bebida. “Só depois de envelhecido por dois anos é que ele pode ser chamado de straight bourbon”, explica Leonardo Prado, sócio do Armazém Cambuci, bar de São Paulo que realiza festivais dedicados aos rótulos produzidos nos EUA.

Antes associada com foras da lei, a bebida passa por um renascimento, com microdestilarias caprichando em produções artesanais. A seguir, algumas dicas paravocê degustar essa típica bebida norte-americana.

STATUS 39 - APPROACH, BAR EM BAR

STATUS 39 - APPROACH, BAR EM BAR

STATUS 39 - APPROACH, BAR EM BAR