NEM VEM DE GARFO…

…que hoje é dia de arepas, tacos e comidinhas latinas para comer com a mão

 

STATUS 40 - APPROACH, ÁGUA NA BOCA

Arepa de porco com cebolas e picles de rabanete.

Está com pressa, quer comer bem e sem pagar uma fortuna por isso? Há cada vez mais opções. Além dos food trucks que se espalham, principalmente em São Paulo, há uma nova leva de casas especializadas em pratos encontrados pelas ruas da América Latina. “A pegada é de comida de rua: o cliente paga, come e não demora. É um modelo mais econômico, requer menos pessoas, e a gente pode trabalhar com ingredientes melhores”, explica o colombiano Dagoberto Torres, chef do já estabelecido Suri Ceviche Bar e agora também do Maíz, em Pinheiros, que é vizinho de porta e serve pratos colombianos como a arepa, uma tortilha de milho que pode levar vários recheios, como o de carne louca com chipotle (R$ 14,50). “As comidas latinas estão mais próximas da gente. São fáceis do brasileiro gostar”, opina Benny Goldenberg, sócio do La Guapa, no Itaim Bibi, que tem apenas sete empanadas, todas custando R$ 6,30. Mesmo sem cobrar uma fortuna, os salgados são feitos com cuidado: a massa leva banha de porco e o frango usado, por exemplo, é criado livre, o que rende um recheio mais saboroso. Completa a lista a taqueria La Sabrosa, na rua Augusta, de tacos mexicanos. Dos mesmos sócios do restaurante Obá, o cardápio traz versões como o alambre, com carne grelhada, bacon, cebola, pimentão, queijo e salsa verde (R$ 17). A seguir, um guia para você não fazer feio na hora de se aventurar pelas comidas de rua da América Latina.

 

STATUS 40 - APPROACH, ÁGUA NA BOCA

Acima as crocantes e macias papitas fritas

suri.com.br

STATUS 40 - APPROACH, ÁGUA NA BOCA

acarioca.com.br

laguapa.com.br