JACQUELINE BISSET:

“Comportamento animal ainda domina homens e mulheres”

 

Por Elaine Guerini, de Los Angeles e Cannes

 

STATUS 40 - APPROACH, PROJEÇÃO

Vestindo camiseta branca molhada em O Fundo do Mar (1977) ou transando no banheiro de avião em Ricas e Famosas (1981), Jacqueline Bisset enlouqueceu os homens no esplendor da sua beleza e juventude. “Naquela época nem tinha total consciência do meu poder de sedução’’, conta à Status a atriz inglesa, que se mantém bonita e esguia aos 70 anos. Por receber poucos convites para filmar (“com a idade, acham que virei uma mulher tediosa’’), Bisset agarrou a chance de viver a esposa do banqueiro viciado em sexo (Gérard Depardieu)
de Bem-Vindo a Nova York.

STATUS 40 - APPROACH, PROJEÇÃO

A trama é baseada no escândalo que envolveu o ex-diretor do FMI Dominique Strauss- Kahn, acusado em 2011 de abusar de uma camareira de hotel. Anne Sinclair, mulher de DSK, foi criticada por apoiar o marido.

STATUS 40 - APPROACH, PROJEÇÃO

Como você reagiria?
Talvez eu o apoiasse. Como ela, sempre preferi tipos másculos. O inconveniente para a esposa deles é que homens dessa natureza geralmente transam com muitas mulheres. Quem não quiser passar por isso deve escolher um cara de pouco apetite sexual.

Já sofreu com traição?
– Estive com muitos homens interessantes (Bisset viveu com o ator Michael Sarrazin, o ator e dançarino Alexander Godunov, o ator Vincent Pérez e o magnata Victor Drai). Mas isso muitas vezes significou dor. A maioria dos que conheci admitiu que não era fiel.

Passou a aceitar isso?
– Entendi que isso só está errado de acordo com as regras sociais. O que será mais normal? Um homem dormir só com uma mulher ou com centenas? E o mesmo vale para a mulher. Há culturas onde elas se oferecem aos amigos dos maridos, como cortesia.

Como foi contracenar com Depardieu, um homem dado a excessos?
– Ótimo. Gérard tem muito apetite em várias direções. Seja pela vida, seja pela carreira, por comida, por bebida, por amor e por sexo.

Sua personagem diz que a mulher é mais seduzida pelo cheiro do parceiro que o contrário…
– É o que eu acho. Para a mulher, há algo no cheiro de seu parceiro que a faz querer abraçá-lo, beijá-lo e transar. Sempre evitei chegar perto de homens que amei quando não queria ser seduzida de novo.O comportamento animal ainda domina homens e mulheres.

 

STATUS 40 - APPROACH, PROJEÇÃO

 

O HOMEM DOS MACACOS 

STATUS 40 - APPROACH, PROJEÇÃO

Para povoar as telas com mais heróis, a Warner ressuscita agora o rei da selva, em live-action 3D. O ator sueco Alexander Skarsgard (de True Blood) foi escolhido para encarnar o personagem criado pelo escritor Edgar Rice Burroughs (1875-1950). Nessa grande produção, atualmente em filmagem, Tarzan começa a história como um lorde que há muito trocou as florestas da África por Londres. Mas ele é forçado a retomar as origens ao pisar no Congo para investigar atividades ilegais envolvendo mineração de diamantes. O personagem criado por macacos já inspirou mais de 40 longas, sendo o mais conhecido Greystoke – A Lenda de Tarzan (1984), com Christopher Lambert como Tarzan e Andie McDowell vivendo Jane.

STATUS 40 - APPROACH, PROJEÇÃO

 

MENINA – PRODÍGIO

Chloë Grace Moretz

STATUS 40 - APPROACH, PROJEÇÃO

Antes de aprender a ler, ela já memorizava as falas das peças em que o irmão mais velho atuava

Chloë Grace Moretz não exagera ao dizer que descobriu a vocação quando começou a se “entender por gente”. “Aos 5 anos, passei a observar o meu irmão mais velho ensaiando suas falas e a memorizar os diálogos de suas peças”, conta, referindo-se a Trevor Moretz. “Devo ter sido uma garotinha estranha, dizendo trechos obscuros de textos de Tennessee Williams pela casa”, lembra, rindo.

Mas valeu a pena. Aos 17 anos, a atriz de tipo mignon (com 1,62m) já soma 50 créditos no currículo – incluindo filmes e séries de tevê. Mais madura que as garotas de sua idade, Chloë já foi dirigida por grandes nomes, como Martin Scorsese (em A invenção de Hugo Cabret) e Tim Burton (Sombras da noite).

Este mês ela dá prova de sua versatilidade em dois filmes em cartaz. Em Se eu ficar, sua personagem é uma violoncelista que faz um balanço de sua vida ao ficar à beira da morte – após sofrer acidente de carro que a deixa em coma e mata a sua família. De garota doce, ela passa a prostituta envolvida com a máfia russa em O protetor (foto abaixo), no qual é salva por um ex-policial vivido por Denzel Washington. “A experiência de vida que ganho com minhas personagens é melhor que qualquer escola.’’

STATUS 40 - APPROACH, PROJEÇÃO

 

STATUS 40 - APPROACH, PROJEÇÃO