VERGONHA ALHEIA

As contas do Facebook e do Instagram “Passenger Shaming” têm um só objetivo: Expor passageiros sem noção em aviões mundo afora

 

Por Piti Vieira

 

STATUS 41 - APPROACH, CAIU NA REDE

Voar na classe econômica de uma aeronave está longe de ser um dos passatempos mais confortáveis e desejáveis do mundo, mas pode ser um inferno se os companheiros de voo não tiverem um mínimo de bom senso. Como a falta de noção ainda não está com os dias contados, pelo menos agora ela vem sendo bem exposta. Passageiros dormindo com as mãos dentro das calças, preservativos usados embaixo dos assentos ​​e uma abundância de pés descalços estão entre as fotos do “Passenger Shaming”, um perfil que tem feito sucesso no Facebook (mais de 170 mil curtidas) e no Instagram (com mais de 145 mil seguidores). Criado pela ex-aeromoça americana Shawn Kathleen (ela não revela seu sobrenome nem mostra seu rosto para se manter no anonimato), a conta tem a nobre missão de expor ao mundo pessoas nojentas e abusadas que dividem aviões com passageiros mais civilizados. “Mantenha a classe a bordo”, sugere Shawn, ameaçando o visitante de que ele pode ser o próximo a ilustrar o rol dos passageiros sem noção.

STATUS 41 - APPROACH, CAIU NA REDE

 

 

GOOGLE DO SEXO

STATUS 41 - APPROACH, CAIU NA REDE

Cansados do lado “pudico” do Google – se um internauta procura por “sexo”, por exemplo, as páginas mais explícitas ou são bloqueadas pelo filtro familiar, ou aparecem nas últimas posições –, cinco ex-funcionários da gigante de tecnologia resolveram fazer uma ferramenta especializada em conteúdo erótico e pornográfico. Além de trazer apenas entradas ligadas a sexo, o Boodigo se compromete a dar resultados não piratas e livres de vírus, e sem colher informações pessoais dos usuários para vender publicidade. Colin Rowntree, proprietário da
produtora Wasteland, que se associou aos ex-funcionários do Google para lançar o buscador, diz que o Boodigo pode se sustentar por meio de venda de espaços publicitários baseados nas palavras-chave digitadas pelos usuários, da mesma forma que o Adwords funciona.
boodigo.com

 

TEMPOS CRÍTICOS

STATUS 41 - APPROACH, CAIU NA REDE

As ilustrações do polonês Pawel Kuczynski  se destacam  pelas críticas provocativas e inteligentes de situações como desigualdade social, poluição, pobreza, exploração, direitos da criança, política e, mais recentemente, internet e redes sociais. Ele recriou situações típicas do Facebook entre a literalidade e o surrealismo, para mostrar como nossas vidas foram afetadas pela maior rede social do mundo. Nascido em 1976, Pawel é graduado na Academia de Belas Artes polonesa e recebeu o prêmio “Eryk” da associação dos cartunistas poloneses. pawelkuczynski.com

STATUS 41 - APPROACH, CAIU NA REDE