NOVIDADES NO COPO

Cervejas ácidas e com ingredientes e sabores brasileiros estão entre as principais apostas do setor para este ano

 

Por Pedro Marques

STATUS 43 - CERVEJAS

Sem dúvida, as cervejas especiais conquistaram o paladar brasileiro. Apesar de ainda serem uma gota no oceano das fermentadas comuns, as vendas de rótulos feitos por microcervejarias do Brasil e do exterior continuam crescendo – algumas importadoras acreditam em um aumento de até 15% nas vendas em 2014. “O mercado como um todo está se abrindo mais para as cervejas especiais”, afirma Tatiana Spogis, sommelière da importadora Bier & Wein e terceira colocada do Campeonato Mundial de Sommeliers de Cerveja, realizado em 2013, na Alemanha.

Esse interesse maior tem trazido geladas de sabores inusitados às prateleiras. São bebidas ácidas, frutadas e defumadas, que surpreendem até mesmo quem já está bem acostumado com as fermentadas diferentes. “Além de ser uma tendência, as cervejas ácidas são refrescantes e combinam muito com o nosso clima”, acredita Tatiana, que prevê: “É um estilo que tem tudo para chegar e ficar no Brasil.” Para René Aduan Jr., professor do curso de degustação de cervejas do Senac, realizado em parceria com a escola alemã Doemens, outro estilo de gelada que tem tudo para crescer no próximo ano é o Session, cervejas com teor alcoólico reduzido e feitas para serem bebidas em grandes quantidades. “É a pegada do brasileiro”, diz Aduan Jr.. Tatiana concorda: “São perfeitas para passar um dia na praia ou tomar durante um churrasco”.

Isso não quer dizer que as cervejas mais lupuladas e amargas tenham perdido espaço. Pelo contrário, as American Pale Ale e American India Pale Ale continuam firmes e fortes na preferência dos bebedores – tanto é que o número de cervejarias nacionais produzindo esse estilo aumentou. “O amargor conquistou de vez o paladar nacional”, opina Aduan Jr. A seguir, confira o que deve ser tendência para levar ao copo no próximo ano.

STATUS 43 - CERVEJAS

STATUS 43 - CERVEJAS