MEU CORPO PERTENCE À ARTE

A atriz gaúcha Junia Cabral Machado adora usar essa frase para se descrever. Apaixonada pela interpretação, ela mostra todo o seu talento para a Status

 

Fotos Raphael Ps

 

STATUS 44 - ENSAIO

 

O sonho da gaúcha Junia Cabral Machado, 26 anos, é ser atriz de cinema. “Minha paixão pelo cinema vem desde quando eu estava na barriga da minha mãe. Amo teatro e TV, mas cinema me fascina”, diz ela. “Quero representar o cinema brasileiro futuramente, pois acredito em mim e no meu potencial.” Mas Junia nem sempre pensou dessa forma. Ela era uma menina muito envergonhada e não conseguia superar esse obstáculo. “Sempre admirei a profissão de ator, mas achava muito distante de mim. Na verdade, eu me subestimava demais, então cursei design de interiores e desencanei. Porém, foram surgindo algumas pessoas do ramo na minha vida e falando que eu deveria investir na interpretação e nessa vontade que estava lá guardada e desacreditada.”

Ela então se inscreveu na escola de atores do diretor global Wolf Maya, posteriormente no renomado Teatro Escola Macunaíma e, atualmente, estuda na Escola Superior de Artes Célia Helena, um dos principais centros de formação de atores do Brasil. “Interpretar é a atividade mais fascinante e linda que existe. É mostrar o quanto sou capaz de fazer e entender outras vidas e dimensões. Sou apaixonada pela arte”, diz ela, que é fã de Regina Duarte, Rodrigo Santoro, Mateus Solano e Deborah Secco. “Admiro e aprendo com todos, mas inspiração mesmo, só a que tenho dentro de mim.”

A solteira Junia, que tem 92 cm de busto, 60 cm de cintura e 93 cm de quadril, se diz extremamente intensa, valente e forte. “Ao mesmo tempo, sou um bebê chorão que precisa de dengos e cuidados”, diz ela, e já coloca limites. “Amo a liberdade e não consigo me prender a nada e a ninguém. Uso sempre uma frase para me descrever: Meu corpo pertence à arte”, arremata ela.