STATUS GLOBAL

Ideias, tendências e o que acontece de mais legal no mundo

 

Por Piti Vieira

 

STATUS 44 - APPROACH, STATUS GLOBAL

Scottsboro

Negócio esquecido

Em 1970, o americano Doyle Owens percebeu que parte das bagagens perdidas nos aeroportos não era buscada por seus donos e passou a comprá-las para revenda. Hoje, seu negócio virou o Centro de Bagagens Perdidas na cidade de Scottsboro, no Alabama, espécie de loja de departamento com 140 funcionários que vende artigos como joias, roupas e equipamentos eletrônicos esquecidos em malas. O local recebe um milhão de visitantes por ano. unclaimedbaggage.com

 

Santa Marta

De patrão

Drop BeaSTATUS 44 - APPROACH, STATUS GLOBAL

Além de ficar perto do Parque Tayrona, o mais visitado ponto turístico da Colômbia, e no caminho de outro destino importante, a cidade de Cartagena, a cidadezinha de Santa Marta, no norte do país, possui um hostel diferente. O Drop Bear foi montado numa antiga mansão do cartel de drogas. A casa foi construída nos anos 70, possui vários quartos e compartimentos secretos, há códigos encriptados nos tijolos e, diz a lenda, uma passagem subterrânea que faz a ligação com a praia. dropbearhostel.com

 

Brasília

Sessão da tarde

STATUS 44 - APPROACH, STATUS GLOBAL

O calçadão da Asa Norte, à beira do Lago Paranoá, em Brasília, tem reunido arte, moda, música, comida, com clima de muita festa e descontração. É o Picnik no Calçadão, evento gratuito que reúne pessoas de todas as idades em uma mescla de mercadinho descolado e sunset party, como afirmam os organizadores. Enquanto a galera se estica no gramado, artistas locais e comerciantes fazem um grande bazar, com food trucks e barracas de alimentos, além de bandas e DJs. facebook.com/PicnikNoCalcadao

 

São Paulo

Cabelo e cerveja

STATUS 44 - APPROACH, STATUS GLOBAL

A Barbearia Corleone, cujo nome foi inspirado na família mafiosa do filme O poderoso chefão, lembra as antigas barbearias nova-iorquinas, com clima retrô, penduricalhos como a característica luminária giratória colorida e quadros com velhos anúncios publicitários. O destaque são as quatro cadeiras de barbeiro, onde o quarteto de profissionais da casa trabalha, e a cervejaria com mais de 450 rótulos à disposição para degustação no próprio local ou para levar para casa. barbeariacorleone.com.br

 

Medjumbe

Paraíso na Terra

STATUS 44 - APPROACH, STATUS GLOBAL

O atual título de paraíso na Terra pertence ao resort de luxo Anantara, recém-inaugurado em Medjumbe, uma ilha privada de apenas um quilômetro de extensão e 300 metros de largura, parte do arquipélago de Quirimbas, em Moçambique, na África. Para chegar até lá é preciso voar 45 minutos a partir da cidade de Pemba. O resort tem 12 villas com piscinas privativas e suas principais atrações são os esportes aquáticos, jantares ao ar livre e passeios de barco para avistar baleias. Diárias a partir de R$ 2 mil. djumbe.anantara.com

 

Nova Délhi

Como um marajá

STATUS 44 - APPROACH, STATUS GLOBAL

A Índia ganha um dos cruzeiros fluviais mais sofisticados e exclusivos do mundo. São sete noites flutuando no rio Ganges e mais cinco em terra. O embarque acontecerá em Nova Délhi e seguirá até Calcutá. No navio-butique Ganges Voyager II, considerado o mais luxuoso a navegar o rio mais famoso da Índia, só cabem 56 passageiros, que se dividirão em enormes suítes (entre elas a Maharaja, de quase 400 m2), com serviço de mordomo, spa e jantares privativos. A partir de US$ 7.900. uniworld.com

 

Cingapura

Viagem puxada

STATUS 44 - APPROACH, STATUS GLOBAL

A nova tendência entre turistas mais ousados e curiosos são viagens sem conforto e fora dos roteiros normais, utilizando navios de carga. A empresa Freighter Cruises oferece esses roteiros, como o do navio Pearl String, que sai de Cingapura e passa por 20 portos no leste da Ásia, na América do Norte e no norte da Europa, em uma viagem de aproximadamente 100 dias e que custa US$ 12 mil. Afazeres diários: aprender sobre a rotina de um marinheiro e os cuidados com os piratas. freightercruises.com

 

Gokyo

Balão mágico

STATUS 44 - APPROACH, STATUS GLOBAL

Passar por cima da maior montanha do mundo a bordo de um balão de ar quente, definitivamente, não é para qualquer um. Este ano, Chris Dewhirst, o homem que em 1991 completou a primeira volta de balão sobre o Monte Everest, está à procura de dois passageiros para sua segunda tentativa. Mas é preciso desembolsar US$ 2,6 milhões por pessoa, não há garantias de uma travessia de sucesso e a viagem não é reembolsável. ifonly.com