PÕE NA RODA

Bares e restaurantes apostam em tábuas com embutidos artesanais para dividir com os amigos

 

Por Pedro Marques

 

STATUS 49 - APPROACH, ÁGUA NA BOCA

Tábuas de frios sempre fizeram sucesso nos bares e restaurantes. Fácil de entender: podem ser um bom jeito de provar alguns dos ingredientes e receitas mais interessantes antes de pedir o prato principal ou então uma alternativa para quem não quer comer muito. Hoje, porém, as opções vão além da trivial combinação de queijos, presuntos e azeitonas. Com uma oferta maior de embutidos, muitos feitos dentro dos próprios estabelecimentos, e de queijos artesanais, como os da Serra da Canastra (MG), as tábuas ganham destaque nos cardápios.

No bar Cateto, na Mooca (São Paulo), a tábua de porco e picles (foto, R$ 32) é uma das opções. Como o nome sugere, são vários tipos de embutidos feitos com carne suína, todos harmonizando com um ingrediente mais ácido. A cracóvia (na foto, ao alto) é um salame popular no Paraná e combina com sementes de mostarda.A seleção traz ainda barriga de porco defumada com cebola marinada, morcella (linguiça de sangue) com picles e presunto cru com caramelo de alho. A seguir, descubra onde provar outras dessas combinações diferentes e como escolher os ingredientes para montar uma tábua em casa.

MAIS QUE QUEIJO E AZEITONA
Conheça lugares que servem tábuas com ingredientes que vão além do convencional

1. Vito

STATUS 49 - APPROACH, ÁGUA NA BOCA
Uma das especialidades do chef André Mifano são os embutidos artesanais preparados no próprio restaurante. Como a produção não é regular, os cortes variam de acordo com o dia: pode ter soppressata, um tipo de salame mais leve, até copa e presuntos crus, sempre acompanhados por algum tipo de conserva mais ácida.vito.com.br

2. Marakuthai for TOG

STATUS 49 - APPROACH, ÁGUA NA BOCA
A talentosa chef Renata Vanzetto é a responsável pelo restaurante que fica dentro da primeira loja no Brasil da TOG, marca de móveis do designer francês Philippe Starck. Lá, ela serve a TOG TOG, com presunto cru, salmão curado, pastrami, queijos, pasta e picles de aspargos, pães e chips de batatas. marakuthai.com.br

3. Meating

STATUS 49 - APPROACH, ÁGUA NA BOCA

A nova casa do chef francês Alain Poletto é especializada em carnes, mas não é uma churrascaria. Até por isso, a tábua mi-canard mi-cochon (pato e porco, R$ 58) tem influência gaulesa: leva peito de pato defumado, moela de pato e foie gras, mais patê de campagne (de porco), bacon defumado e rillettes, uma espécie de patê. meating.net.br

STATUS 49 - APPROACH, ÁGUA NA BOCA

ÁCIDAS E  MALTADAS

Salames, presuntos crus e queijos artesanais pedem cervejas e vinhos, mas quais? Se for de gelada, o ideal é escolher as mais maltadas, como as do estilo Belgian Strong Ale, ou defumadas – como a Bamberg Rauchbier (R$ 15), indica a sommelière de cervejas Tatiana Spogis. No caso das bebidas feitas com uvas, vale procurar vinhos mais ácidos e jovens, de preferência que não tenham sido armazenados em barris de carvalho: os feitos com merlot são uma boa escolha.

STATUS 49 - APPROACH, ÁGUA NA BOCA