REFÚGIO NAVAL

Construído em 1867, o forte No Men’s já fez parte da poderosa indústria naval inglesa, mas o clima bélico ficou para trás. Graças a uma reforma milionária (estimada em mais de US$ 6 milhões), a obra original serve agora como hotel. 

 

Por Fabrícia Peixoto

 

STATUS 49 - APPROACH,PASSAPORTE

E que hotel: são 22 suítes, além de heliponto, restaurante, spa, deck com sauna e piscina, além de serviços à parte, como aluguel de jet-ski. Localizado no estreito de Solent, a dois quilômetros da Ilha de Wight, ao sul da Inglaterra, o No Men’s pode ser acessado tanto por helicóptero quanto por taxi marítimo. As diárias custam a partir de US$ 750 (com as três refeições), mas o hotel também funciona no sistema de “day-use”, com tarifa de US$ 160 (incluindo o almoço). Amazingvenues.co.uk

STATUS 49 - APPROACH,PASSAPORTE

STATUS 49 - APPROACH,PASSAPORTE

Visto de longe, ele ainda parece um forte desativado. A reforma, porém, trouxe suítes luxuosas e um belíssimo deck

 

Westeros, aí vou eu

STATUS 49 - APPROACH,PASSAPORTE

Se você é daqueles que sofrem de abstinência entre uma temporada e outra de Game of Thrones, por que não dar um pulo até aquelas bandas? De olho na idolatria em torno do seriado americano, o site Airbnb fez uma compilação opções de hospedagem em lugares que remetem ao continente de Westeros. A lista inclui, por exemplo, um castelo medieval na Irlanda do Norte (R$ 470 a diária) e uma casa na costa de Dubrovnik, na Croácia (lembra-se da batalha de Blackwater? O quarto ali sai por R$ 83 a diária). Já uma casa na Irlanda do Norte, ao estilo da Patrulha da Noite, sai por R$ 290 a diária. blog.airbnb.com/game-of-thrones-travel

STATUS 49 - APPROACH,PASSAPORTE

Dá até para imaginar o joven brandon stark escalando um castelo como esse

 

Para os fortes

STATUS 49 - APPROACH,PASSAPORTE

Se viajar pela África pode ser complicado, o que dizer de um roteiro pelo continente de bicicleta? O jornalista Alexandre Costa Nascimento encarou o desafio, sendo o primeiro brasileiro a participar do Tour D’Afrique, expedição que vai do Egito à África do Sul. Durante 121 dias, ele percorreu 11 países, somando 11.667 quilômetros – uma aventura contada com muito didatismo e bom-humor no livro Mais que um leão por dia (Nossa Cultura, R$ 47).

 

Escolha pelo bol$o

Está sem dinheiro, mas faz questão de viajar para o exterior? Pois saiba que o Irã é o destino turístico mais em conta do mundo, segundo o ranking do Fórum Econômico Mundial, com as cidades mais caras e mais baratas para se viajar. Agora, se dinheiro não é um problema, a Suíça pode ser uma boa opção. Abaixo, as cinco mais caras e as mais baratas da lista:

STATUS 49 - APPROACH,PASSAPORTE

 

Ah, St. Barts…
Muita gente sonha com uma viagem a St. Barts, mas quanto de fato se sabe sobre a ilha caribenha preferida das celebridades de Hollywood? Com dicas de restaurantes, praias e baladas, o site Conexão St Barth reúne dicas voltadas exclusivamente para o turista brasileiro. Criado pela empresária Jordana Gehler, o site será expandido em breve, com informações sobre outros destinos de luxo pelo mundo. conexaodestinos.com

STATUS 49 - APPROACH,PASSAPORTE

 

PING-PONG

Peter Borer, diretor de operações da luxuosa rede de hotéis The Peninsula, esteve em São Paulo e conversou com Status:

– Como a rede enxerga o turista brasileiro?
– É um turista disposto a experimentar. Esse rótulo de que o brasileiro só quer saber de comprar é um exagero. Ele quer comprar, sim, mas também tem interesse nos espetáculos, nos restaurantes, em caminhar. Ah, sim, o brasileiro também adora um spa.
– Serviços como Airbnb ou a alta do dólar atrapalham os negócios?
– Não. Veja, não estou dizendo que estamos alheios às mudanças no mercado. Acompanhamos de perto a evolução de serviços como o Airbnb, mas lidamos com um cliente que quer pegar o telefone e ter sua demanda atendida. Tenho um amigo que uma vez optou por uma hospedagem no estilo Airbnb e ficou preso no elevador!

STATUS 49 - APPROACH,PASSAPORTE

“O brasileiro quer uma experiência completa”